Leomária Mendes Sobrinho

 

A Irmã de Jone





A mais de sessenta anos atrás, a irmã de Jone estava completando quinze anos.Jéssica, desde nova, falava que quando completasse esta idade morreria e que estava ali , apenas para cumprir uma missão.Ninguém levava em consideração a veracidade desta informa- ção, pois, como vinha de uma criança,os adultos levavam esta informação como um capricho.
Eram quatro irmãos, porem Jone,era o mais próximo de Jéssica, o que a permitia confidenciar seus pensamentos e desejos com ele.Eles moravam em uma casa humilde, porém,com área ao redor da casa e um quintal, onde haviam duas fontes, isto é dois poços artesianos e mais ao fundo muitas plantas, inclusive árvores milenares, como mangueiras,pés de mamão,bananeiras,etc.Com área suficiente para circular , correr e se esconder na hora das brincadeiras com as amigas.
Passaram-se alguns meses e Jéssica adoeceu de uma hora para outra, sem motivos aparentes.O médico naquele tempo não tinha a tecnologia que hoje possui e a diagnosticou com sarampo.
Quando Jone e Jéssica ficavam a sós, ele a perguntava o que ela sentia , mais com mui-
ta febre e tomando muitos antibióticos ela ainda afirmava que não iria adiantar tanto zê-
lo, pois ela já tinha o seu dia marcado para desencarnar por ordem de Deus.
Jone ficava confuso porque em sua compreensão, Deus apenas dava a vida e não a tirava.Porém a sua irmã afirmava veementemente que ela veio apenas para passar aquele tempo e tinha a consciência de tudo , que ela ouvia e via as orientações do que estava por vir.O que ficou que explicação , o que não deu tempo de saber , pela angustia e pela insistência de Jone em querer que a sua irmã ficasse logo boa foi o motivo da missão que Jéssica teria que ter cumprido.
Numa noite sem estrelas no céu, Jone chegava em sua casa.Vinha da casa de um amigo, quando viu Jéssica sentada à beira da fonte,no quintal , pois o mesmo acessou sua residência pela lateral sem que ninguém o visse.Ele a chamou com espanto pelo nome e a repreendeu por estar ali fora no sereno, já que passavam-se das sete horas da noite e ela estava acamada.
Jéssica , sentada , serena ,calmamente disse ao irmão que já não estava mais entre os vivos e que ela já havia realizado a sua missão .Havia sido chamada, que não era pra ele chorar e nem ficar triste, pois ela estava bem e que ele soubesse que ela o amava.Desapareceu para sempre da vida e deixou saudades.
(História baseada em fatos reais.Foram usados nomes fictícios)


Em 10/04/2017 às 22:55:52

Voltar